Refúgio à beira do lago num hotel campestre

Situado em uma fabulosa fazenda no interior do Paraná, o Virá Charme Resort é o destino ideal para buscar sossego na natureza, hospedado em chalés aconchegantes

fotos Divulgação





Vista externa de um dos bangalôs do lago

Em tempos de pandemia, o chamado turismo de isolamento tem ganhado força com quem quer fugir da rotina e ainda assim manter o distanciamento social sem tanto esforço. Afinal, é muito melhor trabalhar da varanda de um chalé com vista da natureza do que se resignar a passar mais uma semana no seu manjado home office. A bola da vez dessas escapadas são os hotéis de experiência campestre, com acomodações aconchegantes, boa comida, isolamento na medida e cenários relaxantes.

Um desses refúgios encantadores está no interior do Paraná, no município de Teixeira Soares, a 154 km de Curitiba. Trata-se do Virá Charme Resort, localizado em uma propriedade rural com mais de 170 hectares e à beira de um lago impressionante – o empreendimento faz divisa com áreas de mata preservada, como a Floresta Nacional de Irati e a Reserva Biológica das Araucárias. Não é raro, pois, o hóspede avistar alguma capivara, um tamanduá ou mesmo um virá, cervo da região que dá nome ao resort. O empreendimento foi fundado em 1998 pelo casal Ieda e David Gryczynski como Pousada Fazenda Virá, um lugar para receber familiares, amigos e visitantes. Conforme a procura foi aumentando, o casal construiu mais chalés e passou a receber turistas de outros estados. O Virá cresceu, tornou-se um resort e passou por uma reformulação de marca, executada por uma das filhas do casal, Marina Gryczynski. 

Hoje o hotel conta com 38 chalés, com bem-vindos 50 metros de distância entre cada unidade. As acomodações mais procuradas são os quatro Bangalôs no Lago, chalés românticos construídos com toras de madeira ecológica, deque privativo com acesso direto ao lago, lareira no quarto e um trecho do piso de vidro, com vista da água. Já os Bangalôs da Terra são mais espaçosos, com cama king-size, lareira, chuveiro duplo e banheira de hidromassagem com vista do jardim, varanda com rede e uma panorâmica incrível do lago e da floresta. Além disso, há chalés e suítes em meio às árvores, alguns com mezanino. Em todas a acomodações, os amenities são da marca L’Occitane.













Entre eles espalham-se os jardins bem cuidados e as áreas comuns amplas e charmosas, como o restaurante circular, onde são servidos o caprichado café da manhã, o almoço e o jantar, com alguns toques da culinária polonesa, como o pastel
Pierogi. A antiga sede da fazenda, que recebia os hóspedes, hoje abriga o spa L’Occitane, com terapias relaxantes, massagens e banhos aromáticos. O hóspede também pode reservar um horário no ofurô externo no meio da vegetação do jardim. Outro ponto alto é a Casa de Banhos, onde fica a piscina coberta climatizada, com bar molhado, onde você pode pegar um drinque sem sair da água, e sauna. Em fevereiro, foi inaugurada a piscina externa, no deque de madeira, com borda infinita e uma incrível vista do lago e do bosque.

O hotel também oferece várias experiências de interação com a natureza, como cavalgadas ao pôr do sol, passeios de caiaque ou stand up paddle no lago, trilhas de bicicleta e até visita à horta orgânica e ao pomar – com a possibilidade de colher algumas frutas direto do pé. As crianças também podem passear de pônei e conhecer de perto os bichinhos da fazenda. Quer maneira mais divertida de se isolar um pouquinho do mundo?

Virá Charme Resort 42 3459 1177 // viracharmeresort.com.br





LEIA TAMBÉM: Hotelaria em novos tempos