Pretoca Pousada é puro charme baiano

Localizada na Ilha dos Frades, a 25 quilômetros de Salvador, a Pretoca Pousada é puro charme baiano, com uma hospedagem intimista e um atendimento personalizado

texto Bruno Segadilha | fotos Divulgação





Detalhes da decoração da Pretoca Pousada

O ano era 2016. Cansada da correria das redações, a fotógrafa Angeluci Figueiredo decidiu que era hora de investir no antigo sonho de viver da gastronomia. Com pouco dinheiro e muitas receitas na manga, Preta, como Angeluci ficou conhecida, inaugurou seu primeiro restaurante na Ilha da Maré, a pouco mais de 20 quilômetros de Salvador. O primeiro mês foi um fracasso. “Ninguém ia. Fiquei desesperada. Comecei a pedir que os amigos e conhecidos fossem conhecer meu estabelecimento no fim do mundo”, brinca. A estratégia deu certo. Graças à divulgação boca a boca e ao seu tempero inconfundível, a empresária conseguiu lotar o lugar. O sucesso foi tanto que, três anos depois, a fundação Baía Viva, que tem se dedicado a incentivar o turismo na Baía de Todos os Santos, convidou-a para levar seu negócio para a Ilha dos Frades, mais especificamente na Praia de Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, a 25 km da capital baiana.

Preta continuou fazendo sucesso, mas percebeu uma importante demanda: como o novo endereço era mais distante, os clientes perguntavam se ela oferecia hospedagem. “Sempre deixei redes, sofás e poltronas para que as pessoas descansassem depois da refeição. Elas ficavam com preguiça de voltar e queriam pernoitar ali”, diz. A solução veio em dezembro de 2019 com a inauguração da Pretoca Pousada, integrada ao Restaurante Preta. Com apenas seis quartos, o estabelecimento aposta no clima intimista e no atendimento personalizado. Cada suíte tem uma decoração própria, com elementos que fazem o hóspede lembrar que está na beira da praia, como palha, madeira e papéis de parede estampados com coqueiros. “Aqui é no corpo a corpo mesmo. Converso com cada um, pergunto o que querem comer nas refeições”, diz.





LEIA TAMBÉM: Hotel traz charme e luxo à Serra Fluminense













E que refeições. O farto café da manhã, preparado na hora pela chef e por sua equipe, tem guloseimas como bolos de aipim, de tangerina e de chocolate amargo, tapiocas, empanadas, tábua de queijos, pães artesanais quentinhos, além de bolinhos de estudante empanados com açúcar e canela. A lista é imensa, mas Preta se mostra sempre disposta a atender às vontades de seus convidados. Os cardápios de almoço e jantar não ficam atrás, com opções como as excelentes vieiras na manteiga, uma das melhores entradas do lugar. Entre os principais, vale a pena experimentar a Moqueca de Siri Mole e Cascudo, e o Malassado, filé-mignon servido ainda rosado em caldo de carne com milho, banana-da-terra, cogumelo e pimentão. Reza a lenda que este prato, um clássico baiano, era o favorito do escritor Jorge Amado.

A decoração informal de um das áreas comuns da Pretoca Pousada

O autor, aliás, está presente ali com clássicos de sua obra disponíveis em uma antiga estante. “A ideia é fazer com que os hóspedes se sintam em casa mesmo. Não tenho frescura de combinar móveis. Tudo aqui é desconjuntado”, conta. Boa parte da decoração é composta de objetos que Preta encontra na rua ou ganha de amigos, como a antiga geladeira laranja e o fogão a lenha que ficam no restaurante. Um barco de pesca reformado, localizado perto das mesas, funciona como um sofá e é um dos pontos mais “instagramáveis” dali. “Sempre fui garimpeira, não gosto de descartar as coisas”.

Tanto estilo atraiu gente como Ivete Sangalo e Gilberto Gil, que deram as caras por ali encantados com a beleza de uma ilha praticamente intocada e onde as coisas funcionam em outro tempo. Preta, no entanto, diz não ligar muito para o glamour. “Sou uma pessoa tímida e muito simples. Minha comida é praiana e nunca fiz nada para impressionar ninguém, mas para receber bem, algo que amo fazer. Se você quer um peixe assado, uns legumes na brasa, uns petiscos, eu faço com o maior prazer e acho que as pessoas têm gostado. A procura tem crescido. Por isso já comecei a pensar na ampliação da pousada”. A julgar pelo sucesso que vem fazendo, Preta vai ter bastante trabalho pela frente.





Pretoca Pousada – 71 99326 7461 // @pretocapousada