cachorro-quente no Brasil

9 versões de cachorro-quente pelo Brasil

Pão, salsicha, mostarda e ketchup. Reconheceu? Claro! É o hot dog, um dos sanduíches mais famosos do planeta. No Brasil, foi batizado de cachorro-quente e ganhou diversas versões em cada canto do País. Confira!

fotos Divulgação/reprodução Instagram





São Paulo

O paulistano adora completar seu “dogão” com mostarda, ketchup, maionese e batata-palha. Às vezes também pede milho verde e ervilhas. E quase sempre cobre tudo com purê de batata. Sim, redundância de carboidratos, mas quem liga pra isso?

Charles Dog





Blumenau

Na terra do Oktoberfest brasileiro, o cachorro-quente tinha de ter um toque germânico: o sanduíche, montado no pão francês, leve chucrute com molho de tomate e, às vezes, um pouco de mostarda escura.





João Pessoa

Fartura é o sobrenome do cachorro-quente paraibano. O sanduíche leva salsicha, uma generosa porção de carne moída bem temperada, molho vinagrete, ovo de codorna, azeitona, coentro e queijo de coalho ralado. Ufa!

Mundial Lanches





Belém

O cachorro-quente na capital do Pará é um sanduíche feito com pão francês e carne moída – se tiver salsicha, é chamado de hot dog. Há versões em que a carne ganha molho de tucupi, jambu e até castanha-do-Pará caramelizada





Rio de Janeiro

O cachorro-quente raiz ganha alguns ingredientes a mais na versão carioca, como ovo de codorna, molho vinagrete, queijo parmesão ralado, azeitona e até uva-passa. Ah, sim, a batata-palha também dá suas caras por ali.

Cachorro-quente do Oliveira





Brasília

Na Capital Federal, o sanduíche leva maionese, milho, batata-palha (olha ela aí de novo), vinagrete e até pasta de alho. Em algumas barracas, a salsicha é preparada na chapa, com queijo e molho. 





Campinas

Além das versões super-recheadas com ervilha, frango desfiado, milho, verde, catupiry e purê, algumas lanchonetes oferecem o hot dog gratinado (foto) – e aí vale tudo, desde carne seca até calabresa, bacon e pernil!

Gratinadog





Cuiabá

O pão bem fofinho é recheado com salsicha, maionese, vinagrete, muçarela derretida e batata-palha. Já em Rondonópolis, interior do Mato Grosso, faz sucesso o dog prensado, com salsicha, muçarela, alface, tomate e, às vezes, frango desfiado.





Manaus

Cachorro-quente na capital amazonense se chama Kikão e, em geral, leva salsicha, molho de tomate, maionese, batata-palha e queijo ralado. Há também o X-Caboquinho (foto), que não tem salsicha, mas lascas de tucumã, banana frita, manteiga e queijo de coalho.

[the_ad id=”7635″]

Café Caboclinho