5 drinques em lata que você precisa conhecer

Sem tempo, irmão! Quer tomar um drinque gostosinho no happy hour, mas está com pressa ou preguiça de preparar? Confira 5 drinques em lata que você precisa conhecer

fotos Divulgação





Quem nunca ficou na vontade de tomar um drinque porque bateu a preguiça de fazer – seja pela praticidade, seja pela pressa… ou pela falta de talento, mesmo! De olho nesse mercado, empresas brasileiras investem em uma nova categoria de bebidas: drinques prontos em latinhas individuais, com faixas de preço variadas e diferentes receitas. O objetivo, no entanto, é o mesmo: oferecer um drinque prático para tomar sozinho ou com amigos (quando for possível se reunir novamente!) Selecionamos abaixo cinco dessas novidades: basta gelar bem, abrir a latinha e se refrescar.





Haiboru

Sucesso no Japão, o highball enlatado chegou ao Brasil pela Japas Cervejaria, tocada pelas nipo-brasileiras Maíra Kimura, Yumi Shimada e Fernanda Ueno. O drinque – que se pronuncia “rai-bô-ru” em japonês) – vem em três sabores: Clássico (só com uísque e água gaseificada), Yuzu (que adiciona esse cítrico japonês à fórmula) e Dekopon, uma tangerina japonesa suculenta e aromática. O drinque seco, leve e refrescante tem 9% de teor alcoólico e vem em latinhas lindas de 310 ml (R$ 19,90). Pode ser servido em copo longo e fino, com gelo, ou bebido bem gelado diretamente da lata.





F!ve Drinks Co

Criada nos EUA em 2019, onde faz sucesso com produtos ready to drink, a F!ve Drinks Co chegou ao Brasil no final do ano passado com três drinques: Mojito Run (rum, suco de maracujá, hortelã, cana de açúcar e água gaseificada, com 7,9% alc); Gin Tonic (gim, sucos de limão e de cranberry, tônica e água gaseificada, com 7,9% alc) e Voilà Tonic (vinho Voilà, sucos de limão e de cranberry, hortelã e tônica, com 4,8% alc). O mais recente lançamento é o Moscow Mule (vodca, suco de limão, ginger beer e tamarindo, 7,9% alc). Cada latinha tem 220 ml e pode ser comprada em pack de quatro unidades (R$ 39,60) no e-commerce da marca.





LEIA TAMBÉM: Guia prático para preparar gim tônica





Negroni Spritz

Depois de passar dois anos aprimorando sua receita de negroni envelhecido em barril, o empresário mineiro Henrique Chaves lançou a bebida sob a marca Benerick Cocktail Co. A bebida sai em safras mensais e belas garrafas numeradas, e leva em sua composição um toque brasileiro: um bitter especial, desenvolvido por Henrique, feito com laranja bahia e notas de cacau. A marca também lançou suas versões engarrafadas de old fashioned e dry martini, além do rum Don Bene, destilado a partir de melaço e caldo de cana de açúcar. A novidade da Benerick é o Negroni Spritz em lata, que adiciona água tônica ao clássico drinque, com 6,8% de teor alcoólico. O kit com quatro latas de 350 ml sai por R$ 69, no site da marca.





Hintz

A cervejaria brasileira Three Monkeys Beer resolveu investir em uma linha própria de hard seltzer – um tipo de água gaseificada leve com 5% de teor alcoólico, que tem feito muito sucesso nos Estados Unidos nos últimos de cinco anos. A nova linha se chama Hintz e tem quatro sabores: Fresh (melancia, gengibre e limão), Berries (morango, amora e framboesa), Citrus (grapefruit, limão e tangerina) e Tropical (abacaxi, maracujá e coco). As latinhas têm 310 ml e custa em torno de R$ 13 a unidade, em algumas redes de supermercado e empórios (saiba mais no site da marca).





LEIA TAMBÉM: Testamos 5 negronis engarrafados





Sina

Se o Brasil já tem hard seltzer, também ganhou sua hard cider 100% nacional. Trata-se da Sina, sidra artesanal produzida em parceria com a cervejaria Dádiva, elaborada com maçãs brasileiras e com receita original de John Murray, renomado mestre sidreiro do Reino Unido, radicado na África do Sul. A bebida tem apenas 5% de álcool, é leve, elegante, seca e com baixo dulçor – e deve ser consumida beeem gelada. A latinha tem 310 ml e custa por volta de R$ 15.