WOW Ipanema traz aulas de arte ministrada por mulheres

Até dia 28 de junho, o Women on Walls Ipanema 2021 transmite, ao vivo pelo YouTube, aulas de arte ministrada por mais de 30 mulheres, como as artistas Mag Magrela, Renata Felinto e Arissana Pataxó

fotos Divulgação





Já está no ar a 2ª edição do Women on Walls Ipanema (WOW), programa internacional gratuito de capacitação para mulheres artistas visuais de todo Brasil e países de língua portuguesa. O evento, que reúne mais de 30 mulheres artistas e articuladoras influentes na cena das artes, terá as aulas ministradas ao vivo até 28 de junho. Depois desta data, continuam gravadas, no Youtube do Instagrafite.

A transmissão online e ao vivo acontece às segundas, quartas e sextas, das 10h às 12h, com conteúdos inéditos e temáticas contemporâneas pelas falas de mulheres ativas no mercado das artes e com vivências plurais que abordam nas aulas as diferentes perspectivas e subjetividades da mulher nas artes contemporânea e urbana, com questões de gênero, raça e identidade. As aulas podem ser assistidas aqui.





LEIA TAMBÉM: Mesa de Cinema fará ação social em maio





Confira abaixo alguns destaques das próximas aulas:

24 de maio: Denise Saito, fundadora e CEO da Freela School, fala da “Profissionalização da artista”, onde as alunas aprenderão sobre como posicionar o trabalho artístico diante do mercado, a importância do networking, como montar uma proposta e como precificar o seu trabalho. Além das premissas sobre organização financeira e como usar redes sociais de forma consciente.

Dia 31 de maio: Crica Monteiro traz “Introdução ao desenho e noções básicas de pintura em Aquarela”, na qual ensinará a criar um personagem do zero e a forma livres de pintar na técnica de aquarela. Crica descobriu o universo do graffiti em 1999 e já participou de inúmeros projetos e eventos em diversas partes do Brasil e afora como Chile, Bolívia e Peru. Tem projetos especiais com grafiteiras e o seu trabalho é focado na história e na negritude. Pinta principalmente mulheres e traz à luz questões de representatividade.













2 de junho: Mag Magrela faz “Introdução à pintura acrílica e forma de aplicação na rua”, com aprendizado na prática sobre a pintura e como a técnica pode ser levada para os murais nas ruas. Mag se inspira na euforia urbana de São Paulo para transitar por temas que falam sobre culturas brasileiras – aborda questões que nos rodeiam: a fé, o profano, o ancestral, a batalha do dia-dia, a resistência, a busca pelo ganha-pão, o feminino. Ano passado, pintou 3 empenas na cidade de São Paulo com murais “Eu resisto”, “Um céu de anil surgiu” e “O afeto é cicatrizante”.

Marcando a pluralidade da segunda edição do projeto, entre as professoras estão mulheres trans, negras e indígenas. Pati Rigon, multiartista de Porto Alegre (RS) e militante intersexo, tem formação também pela Polito – Politécnica de Torino (Itália) e, entre diversas exposições individuais e coletivas pelo mundo afora, desenvolveu um grande mural de 14 andares no centro de São Paulo em homenagem a luta LGBTQI+ em 2017, e a SAT – Semana de Arte Trans de Montevideo – Uruguay – onde realizou sua exposição em 2019, junto ao Centro Cultural de España. Dia 4 de junho, sua aula contempla “Aprendizados de técnica de pintura a óleo, explorando a arte realista”, e truques de como reproduzir esta estética na arte pública.













11 de junho: Rafael Bqueer, de Belém do Pará, fala de “A arte da performance a partir de referências de artistas dissidentes do Brasil e da América Latina”, que aborda a questão do racismo, trazendo suas experiências com os desfiles das escolas de samba, arte drag e a cultura de massa das periferias para questionar os símbolos eurocêntricos de poder, bem como a ausência de narrativas afro-brasileiras e LGBTQIA+ na arte-educação e em instituições de arte

E ainda: Igiyaedun ministra a aula do dia 14 de junho sobre arte & tecnologia, onde irá apresentar a evolução da arte digital, o boom do NFT, filtros e realidade aumentada. Já a aula que leva o tema Moda com Arte, no dia 18 de junho, contará com professoras convidadas pela Sandálias Ipanema, entre elas Naíma Almeida, Aju e Ju Fervo, falando sobre a criação de produtos de moda com arte, da arte digital a estamparia, processos e a realização através do projeto Arte Conecta da Ipanema. E dia 26 de junho, a artista Renata Felinto aprofunda-se sobre arte-educação.

Saiba mais em: instagram.com/wowinstagrafite