Farol Santander SP reabre com duas exposições

O Farol Santander São Paulo reabre para visitação com duas exposições: Revoada, de Flavia Junqueira, e a mostra Talento das Artes Visuais, com 37 obras de arte produzidas por funcionários e estagiários do Grupo Santander

fotos Alexandre Avilla, Renato Suzuki, Bruno Leão e Divulgação





Edifício Farol Santander São Paulo

Localizado num icônico edifício do Centro paulistano, o Farol Santander São Paulo inaugurou no último dia 20 a exposição Talentos das Artes Visuais, em cartaz até 20 de dezembro. Instalada no 20º andar, a mostra reúne trabalhos realizados por funcionários e estagiários das empresas do Grupo Santander Brasil, em categorias como pinturas, desenhos, gravuras, fotografias, vídeos e escultura.

As obras contempladas foram selecionadas na 1ª edição do concurso interno Talentos das Artes Visuais Santander, realizado em outubro. A iniciativa visa incentivar a criatividade e a inovação através da valorização da curiosidade e da sensibilidade materializada em diversas formas de produção artística. A seleção da mostra ficou a cargo dos especialistas Agnaldo Farias, André Severo e Carlos Trevi, e contou com a expografia assinada por Fernando Brandão.

“O concurso deixa evidente que, embora os trajetos e os resultados da expressão e da criatividade possam variar muito de pessoa para pessoa, em última instância, quando dedicamos parte de nosso tempo à investigações e experimentações no terreno da sensibilidade, nossos horizontes se ampliam e nossa vida fica maior, mais feliz, mais produtiva e, certamente, muito mais interessante”, afirma Patricia Audi, vice-presidente executiva de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander Brasil.

Para zelar pela segurança e saúde de seu público e funcionários, haverá medição de temperatura e tapetes sanitizantes e secantes para ingresso no prédio; será obrigatório o uso de máscaras; dispensers de álcool em gel estarão disponíveis em todos os andares do edifício e o ambiente também contará com sinalizações para que todos respeitem o distanciamento de 1,5 metro. O Farol ainda reforçou o serviço de limpeza e higienização de todo o prédio.













“O acesso à cultura é uma necessidade básica, mas só poderíamos reabrir o Farol Santander quando tivéssemos certeza que a saúde de nossos visitantes e funcionários seria preservada”, ressalta Patricia. Seguindo as orientações das autoridades públicas para a reabertura, o Farol funcionará em horário reduzido – das 13h às 19h, de terça a domingo -, com ocupação máxima de 60% da capacidade total do prédio.













Os ingressos estão à venda no site e bilheteria física no local, custam R$ 25 por pessoa e dão direito à visitação completa do Farol Santander. No hall e 24º andar, está em cartaz a exposição Revoada, da artista Flavia Junqueira, até dia 10 de janeiro. Do 2º ao 5º andar os visitantes podem conhecer a história do prédio e da própria cidade, no espaço Memória que tem com mobiliários originais feitos pelo Liceu de Arte e Ofícios em salas de reuniões e presidência. No 4º andar, uma instalação permanente e exclusiva do Farol Santander: Vista 360º, desenvolvida pelo artista brasileiro Vik Muniz. As visitas começam pelo hall do térreo e seguem até o mirante do 26º andar que, após a revitalização, ganhou uma unidade do Suplicy Cafés. O tempo máximo de visitação ao prédio é de 1h45.

Farol Santander São Paulo – Rua João Brícola, 24, Centro





LEIA TAMBÉM: Mostra de Christian Cravo traz Salvador dos anos 90