Pontos turísticos do Centro-Oeste

O Brasil tem belezas naturais exuberantes em diversas de suas regiões. Você conhece os principais pontos turísticos do Centro-Oeste? Nessa área do nosso país, encontramos locais que têm uma conexão direta com a natureza, além de diversas opções de gastronomia e culturas diferentes.

Pensando na importância e na quantidade de belezas a serem exploradas nesse local, resolvemos escrever este artigo.





Nele, mostraremos tudo que você precisa saber sobre a região Centro-Oeste e os principais estados e cidades que é possível visitar. Acompanhe!





Por que conhecer o Centro-Oeste brasileiro?

O Centro-Oeste brasileiro é a segunda maior região do nosso país quando analisamos a extensão territorial. Contudo, também é considerada a menos populosa. Os estados que a compõem são Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Brasília, que recebe a Capital Federal.

Um ponto interessante é o fato de o seu relevo ser dividido em três áreas distintas. Primeiro, temos o Planalto Central, com altitudes que variam entre 600 a 1.500 metros em relação ao nível do mar, o Planalto Meridional e o Pantanal. Além dessas curiosidades sobre a região Centro-Oeste, seus estados escondem belezas naturais que vale muito a pena conhecer.

Antes de mostrar um pouco mais sobre esses pontos turísticos, vamos saber um pouco mais sobre as principais características desses lugares. Continue lendo!





Clima

Predominantemente, o clima dos estados do Centro-Oeste brasileiro é considerado tropical semiúmido, tendo duas estações muito bem definidas. A primeira delas é o inverno, tipicamente seco, e o verão muito quente e com uma grande abundância de chuvas. Quanto à temperatura, temos variações bem interessantes.

Por exemplo, nos meses mais frios do inverno, elas podem descer até os 15°C. Já nos meses do verão, a temperatura pode chegar a 40°C. Então, antes de arrumar as malas, é importante verificar esses fatores e levar roupas adequadas à época do ano.





Cultura

A parte cultural da região Centro-Oeste é muito diversificada. Ela conta com elementos originários dos indígenas, bem como de migrantes vindos de São Paulo, Minas Gerais, e do Sul do Brasil. Além disso, também é possível encontrar alguns hábitos originários de países como a Bolívia e o Paraguai.

Entre as principais manifestações culturais, podemos destacar as que ocorrem no estado de Goiás, como a Procissão do Fogaréu, que acontece durante o período de comemoração da Páscoa e retrata a prisão e crucificação de Jesus Cristo. O evento atrai mais de 10 mil pessoas todos os anos.

Outro exemplo de manifestação cultural que ocorre na região é a Cavalhada do Brasil. Trata-se de uma apresentação teatral ao ar livre que retrata uma batalha medieval entre cavaleiros cristãos, que estão vestidos de azul, e mouros, com roupas vermelhas. Esse exemplo de movimento cultural ocorre durante a famosa Festa do Divino, em Pirenópolis.

Ainda em Goiás, você verá itens do tear manual, que têm se tornado peças de museus em muitos locais. Contudo, em diversos municípios goianos, existem tecelãs que confeccionam peças em tecidos produzidos nesses equipamentos, o que é muito valorizado pelos turistas.

O Mato Grosso se destaca com algumas manifestações culturais muito ricas. Um exemplo é o Cururu. Basicamente, é uma dança que funciona em forma de desafio entre violeiros. Ela é realizada por pessoas que ficam em círculos, ao som da chamada viola-de-cocho, do reco-reco e do ganzá.

Dois repentistas participam do desafio com suas rimas e histórias cantadas. O tempo de cada repente é determinado pelo próprio público, que participa ativamente do momento. Esse é um evento que ocorre na Festa do Divino e nos festejos de São Benedito.

A riqueza cultural que existe nos estados do Centro-Oeste brasileiro é muito apreciada pelas pessoas que visitam as regiões. Ela retrata os costumes e a fé das pessoas que residem há séculos nesses lugares, inserindo elementos de diversas culturas em uma só, e costumes que vão desde os oriundos dos cristãos até os indígenas. Desse modo, produzem movimentações culturais únicas em todo o mundo.





Culinária

Outro ponto a ser destacado é a culinária dos estados do Centro-Oeste. As tradições alimentares dessa região são fundamentadas nas típicas festas populares que, consequentemente, tiveram influências diversas dos povos que vivem por ali.

Assim como nos alimentos típicos do Norte, o Centro-Oeste brasileiro tem como herança culinária algumas pitadas indígenas, utilizando a farinha de mandioca como base de vários dos alimentos produzidos. Contudo, os países vizinhos também influenciaram muito os padrões alimentares da região.

Para você ter uma ideia, no Centro-Oeste, vai encontrar a sopa paraguaia e as salteñas bolivianas, que cruzaram a fronteira para o nosso país. Além disso, não podemos deixar de destacar a utilização de temperos e especiarias muito típicas. Alguns exemplos são açafrão, jurubeba, gengibre, pequi e outras frutas silvestres amargas.

Além desses temperos tradicionais, que são comuns a todas as cozinhas da região, elementos como alho, cebolinha, cebola, salsa, coentro e pimentas. Há, ainda, produtos originários da caça, especialmente, de rios, graças aos saborosos peixes que existem nas águas do Centro-Oeste.





Quais são os principais pontos turísticos?

Agora que você entendeu as principais características e por que pode ser interessante conhecer toda a cultura única do Centro-Oeste brasileiro, nós apresentaremos os principais pontos turísticos dessa região. Continue lendo!

Distrito Federal (Brasília)

O Distrito Federal abriga Brasília, a capital do Brasil. Ela está localizada no centro de Goiás, onde estão instalados a sede executiva federal, o Congresso Nacional, o Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal. Em meio a todos os prédios dos três poderes nacionais, espalhados por todo plano piloto da cidade, ela tem parques e pontos turísticos muito interessantes.

Esses elementos fazem de Brasília um dos locais mais visitados da região Centro-Oeste. Iniciamos destacando a Orla do Lago Paranoá, bem como o Parque da Cidade Sarah Kubitschek. Essas são as melhores opções para quem deseja buscar um lugar tranquilo para fazer uma pausa e relaxar com toda a família.

A mesma característica vale para a Ermida Dom Bosco. Esse local oferece uma das mais interessantes e belas vistas do pôr do sol que temos no Planalto Central. O visual da Catedral Metropolitana também é imperdível para quem deseja conhecer o Distrito Federal. Os arcos dela formam uma das mais icônicas e impressionantes obras do famoso arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer.

Além desses pontos, você pode conhecer o centro do poder do nosso país. Ou seja, fazer uma visita à região em que ficam instalados os prédios dos ministérios, o Palácio do Planalto, a sede dos órgãos judiciários etc.

Obviamente, vários locais da Esplanada dos 3 Poderes são de acesso restrito. Especialmente, nas entradas das residências oficiais, e no Palácio do Planalto, que é a casa do presidente da República.

A forma mais fácil e confortável de chegar em Brasília é por meio aéreo. Existem voos partindo das principais cidades do Brasil até o principal aeroporto da região, que recebe o nome de Presidente Juscelino Kubitschek.

Ao chegar na cidade, você pode aproveitar os pontos turísticos que mencionamos. Mas, temos outros que podem ser muito interessantes, e que discorreremos com mais detalhes, nos próximos tópicos. Continue lendo!

Águas Claras

Sem dúvidas, Águas Claras é um dos mais belos pontos turísticos que ficam no entorno da capital do Brasil, especialmente, em seu parque ecológico. Esse local é muito legal para quem tem crianças e deseja um ambiente seguro para fazer um passeio e ter um dia agradável.

Trata-se de uma área verde e distante da correria do dia a dia da capital do Brasil. Ao percorrer cerca de 20 minutos de carro, você também encontra a Capela de São Francisco de Assis. Esse é um vale pouquíssimo movimentado, sendo capaz de recarregar as energias do viajante.

Taguatinga

Ainda na região de Brasília, nós temos Taguatinga, uma das principais cidades-satélites que temos na cidade, sendo uma ótima opção para fugir do Plano Piloto da capital nacional. Inicialmente, temos o Centro Cultural do Sesi, com uma intensa programação aberta para todos que estão visitando a região.

Em seguida, há o Relógio da Praça Central, que chama a atenção pelo seu formato, que foi tombado como patrimônio cultural e artístico. Ele fica situado a aproximadamente 15 metros de altura.





Goiás

Goiás é um dos principais estados situados na região Centro-Oeste. Lá, você encontrará diversas cidades turísticas, famosas pelas riquezas naturais, culturais e gastronômicas que existem nos locais. Continue lendo para conhecer mais!

Goiânia

monumento das três raças

Goiânia é a capital do estado de Goiás e uma excelente opção para quem conhecer pontos turísticos do Centro-Oeste. Uma das vantagens de visitar esse local é a sua proximidade de Brasília. Assim, é possível pegar um voo tendo como destino o aeroporto da cidade, ou ir para o Distrito Federal, conhecer alguns pontos turísticos que mencionamos e viajar de carro até Goiânia.

Quem vai para Goiânia pode ter um pouco mais de contato com o cerrado brasileiro. O passeio pode começar com o início na Praça Cívica, em que encontramos o centro administrativo da capital estadual e a sede do governo. Ali, você ainda encontrará o Museu Zoroastro Artiaga.

Ele conta a história da cidade, e você pode conhecer um pouco mais sobre como a civilização se formou. Outro patrimônio valioso de Goiânia é a música sertaneja. Diversos cantores da atualidade são da cidade ou de regiões vizinhas. Essa cultura trouxe para a área diversas atrações festivas, com vários artistas famosos.

Logo, se você gosta desse tipo de evento, certamente, encontrará grandes opções em Goiânia. Também não podemos deixar de recomendar o arroz de pequi, um dos principais pratos típicos da região.

Formosa

Pertinho de Brasília — cerca de 80 quilômetros de distância — temos a cidade de Formosa, que esbanja belezas naturais para atrair turistas de todas as partes do Brasil e, até mesmo, de outros países. Uma dessas riquezas é o famoso Poço Azul, que como o próprio nome nos sugere, conta com suas águas com cores bem marcantes de azul-turquesa, muito diferente de tudo que pode ser visto por lá.

Outro lugar que você não pode deixar de conhecer quando visitar Formosa é o Salto do Itiquira, no Parque Municipal do Itiquira. Trata-se de uma das maiores quedas d’água do Brasil. Vale a pena cada segundo da visita. Quem curte antiguidades poderá se impressionar com os Sítios Arqueológicos de Bisnau, bem como a chamada Toca da Onça.

Ambos ficam nas redondezas de Formosa. Suas formações rochosas são repletas de pinturas rupestres, que mostram o estilo de vida dos nossos antepassados que viveram no local. Para chegar em Formosa, você deve ir de avião até Brasília, percorrendo o resto do trajeto de carro ou transporte coletivo.

Itumbiara

Intubiara abriga a ponte Affonso Penna, que sai de Minas Gerais e chega até Goiás cruzando essa cidade. Essa é a ponte mais antiga do Brasil, tendo sido construída ainda no século passado, sendo uma das principais portas de entrada por via terrestre do estado goiano.

Em Itumbiara, é possível realizar um passeio de barco pela orla do Rio Paranaíba, além de atrair muitos visitantes que desejam correr ou caminhar nesse local, ou apenas relaxar olhando para o imponente rio. Além disso, há a subida do Farol Beira Rio, que também atrai muitos turistas que prefiram ter uma vista panorâmica da cidade.

Para chegar em Itumbiara, é possível ir de avião até Goiânia e seguir pela estrada por cerca de 200 quilômetros até a cidade. 

Alto Paraíso de Goiás

Alto Paraíso de Goiás se destaca por ser uma das cidades mais estruturadas do famoso Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Na região, você encontra pousadas e restaurantes que oferecem muitas opções de passeios e culinária. Essa é considerada um dos patrimônios nacionais mundiais, reconhecida pela Unesco.

Em Alto Paraíso, você verá algumas cachoeiras, por exemplo, a de Santa Bárbara e a do Vale da Lua. Nessa última, temos uma estrutura rochosa que remete à superfície lunar. Outra das principais atrações de Alto Paraíso de Goiás é a Catarata dos Couros. Ela é formada pela junção de quatro quedas de grande volume de água.

A vegetação predominante da região é o cerrado. Além disso, muitas pessoas aproveitam o ambiente para praticar esportes radicais como a tirolesa e o rapel.

Alto Paraíso de Goiás fica a cerca de 240 quilômetros de Brasília. Logo, a forma mais prática de chegar até lá é ir de avião até o Aeroporto Internacional da cidade e pegar a estrada até a região.

Pirenópolis

Pirenópolis é uma área de grande diversidade turística. Com sua arquitetura colonial e as diversas atividades que existem na cidade, é possível ter muito divertimento. Um exemplo é o passeio pelo centro histórico, colocando o turista em contato com todo charme e riqueza cultural que há na cidade.

Além disso, você pode sentar sem pressa na Rua do Rosário — que também é conhecida como rua do lazer — e apreciar a culinária local. Geralmente, as mesas e a iluminação do ambiente são antigos, dando um ar diferente ao momento da refeição durante a noite. Como não poderia faltar, há opções relacionadas à natureza em Pirenópolis.

Assim, o Parque Estadual Serra dos Pirineus proporciona uma experiência muito interessante, especialmente, para quem gosta de aventura. Você pode encontrar cachoeiras, fauna típica do Centro-Oeste e, tudo isso, a apenas 20 quilômetros do centro de Pirenópolis.

Existem duas formas de chegar na cidade. Parte do caminho será por via aérea. Você pode partir do Aeroporto de Brasília, que fica a 150 quilômetros da cidade, ou de Goiânia, que fica a 120 quilômetros de Pirenópolis.

Caldas Novas

Por fim, nós temos a cidade conhecida como Capital das Águas Quentes, Caldas Novas. Ela tem a maior estância hidrotermal do mundo, o que significa que suas águas superam os 45°C. Esse fato atrai milhões de turistas do Brasil e do mundo.

Na região, há uma vasta rede hoteleira, totalmente preparada para abrigar as pessoas que desejam aproveitar os diversos roteiros de Caldas Novas, aproveitando, principalmente, seus parques aquáticos. Apesar das várias atrações, não há como negar que as piscinas naturais são as mais buscadas nessa localidade.

Existem outras opções, entre elas, o Parque Estadual Serra de Caldas, um local que preserva o cerrado nacional, exibindo um pedaço da nossa fauna, ainda que muito próximo do movimento da cidade.





Mato Grosso

Agora, vamos apresentar os principais pontos turísticos de Mato Grosso, outro estado que representa os pontos turísticos do Centro-Oeste brasileiro. Confira!

Cuiabá

Quando você voa para Cuiabá está dirigindo-se ao ponto central da América do Sul. Inclusive, na cidade, há um monumento chamado Centro Geodésico, demonstrando que naquele exato lugar estamos no meio do continente sul-americano. Logo, é um bom início de roteiro para conhecer a cidade.

Mas não para por aí. Você também pode visitar o centro histórico, que é reconhecido como patrimônio nacional. Além disso, há praça popular, onde é possível encontrar diversos bares e restaurantes com os mais variados tipos de culinária.

Por fim, é possível ir até a Chapada dos Guimarães. Um local paradisíaco que conta com cachoeiras, rios e grutas ao lado da cidade. A forma mais fácil de chegar até Cuiabá é por via aérea. Existem voos partindo dos principais aeroportos do Brasil com destino a essa cidade.

Serra do Roncador

A Serra do Roncador é o lugar perfeito para quem deseja ter contato com a natureza com uma pitada de aventura. É uma das regiões mais centrais do Brasil e fica situada no estado do Mato Grosso. Uma de suas características mais marcantes é a altitude da serra, podendo atingir 700 metros em determinados pontos.

Existem diversas atividades que podem ser feitas no local, especialmente, ligadas a aventura e ao contato com a natureza. Na região, existem diversos rios famosos, como Xingu, Kuluene e Araguaia.

O acesso ocorre por meio do município de Barra do Garça. É possível chegar até lá por Brasília, Cuiabá ou Goiânia. Assim, o tempo de viagem a partir de cada município é de, respectivamente, 10, 8 e 6 horas.





Mato Grosso do Sul

Para finalizar esse nosso guia sobre pontos turísticos do Centro-Oeste, mostraremos um pouco mais sobre as belezas do estado do Mato Grosso do Sul. Confira!

Pantanal

O Pantanal é um local para quem deseja fazer turismo ecológico, ideal para se conectar com a natureza. Trata-se de um bioma que tem 150.000 km², e sua extensão se espalha para outros estados do Centro-Oeste brasileiro.

Além disso, por lá, ainda é possível encontrar uma grande diversidade de animais vivendo em seu habitat natural. Você vai conhecer de perto um dos mais importantes ecossistemas do nosso país. Cerca de 65% do Pantanal estão situados no estado de Mato Grosso do Sul, e 35% no Mato Grosso.

Campo Grande

Campo Grande é a capital do estado de Mato Grosso do Sul e abriga o famoso Parque das Nações Indígenas. Além de conhecer um pouco mais sobre a cultura desses povos, você pode visitar o Museu das Culturas Dom Bosco e fazer uma imersão no universo dos primeiros habitantes do nosso território.

A presença indígena é algo muito forte em Campo Grande. Afinal, essa é a única cidade brasileira que conta com uma aldeia urbana. Conhecer essa cidade é uma ótima oportunidade para ter contato com a cultura indígena, tão rica em nosso país.

Como se trata de uma capital, o acesso a Campo Grande é muito simples, podendo ser feito por meio de avião, existindo voos nos principais aeroportos do Brasil.

Bonito

A cerca de 300 quilômetros de Campo Grande está uma das regiões mais belas do estado, a cidade de Bonito. Ela é considerada uma das principais atrações naturais do Brasil. Especialmente, o Rio de Prata, que conta com suas águas mornas e transparentes.

Um atividade muito buscada nessa região são as flutuações, que podem ser feitas sobre o rio que mencionamos ou no Aquário Natural. Outro roteiro imperdível é conhecer as grutas do Lago azul e de São Miguel. Quem gosta dos esportes radicais não ficará de fora. O Abismo de Anhumas é o lugar ideal para praticar rapel, em uma descida de mais de 70 metros de altura.

Agora que você conhece os principais pontos turísticos do Centro-Oeste e como eles podem ser acessados, não perca mais tempo e comece a se planejar o quanto antes. Como existem diversos locais próximos para conhecer, vale a pena visitar mais locais e desbravar essa região tão importante do nosso país.





Aproveite e acesse o nosso site para comprar suas passagens o quanto antes. Essa é a forma mais adequada para se planejar.