O que curtir em Foz do Iguaçu

A pequena cidade paranaense, na fronteira com a Argentina e o Paraguai, recebe 1,6 milhão de visitantes por ano, atraídos pelas suas famosas cataratas. Saiba aqui as melhores maneiras de explorar as belezas naturais da região e o que curtir em Foz do Iguaçu

fotos Chema Llanos, Marcos Labanca e Unsplash





Distante cerca de 640 km da capital do Paraná, a pequena Foz do Iguaçu, que recebe voos regulares da Azul, tornou-se uma das cidades mais conhecidos do Brasil. A razão? Nada menos que as 275 quedas de água do Rio Iguaçu, que, junto aos 250 mil hectares de floresta subtropical entre os lados brasileiro e argentino, formam as Cataratas do Iguaçu. Com uma vazão incrível de 1,7 milhão de litros de água por segundo, as colossais cataratas tornaram-se, em 2011, uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo e representam um dos destinos mais procurados pelos turistas em todo o planeta. São mais de 1,6 milhão por ano, de 170 nacionalidades distintas.

As cataratas ficam na fronteira entre Brasil e Argentina, envolvendo o Parque Nacionais do Iguaçu, no lado brasileiro, e Parque Nacional Iguazú, em Missiones, no lado argentino. As duas margens do rio oferecem visões totalmente diferente do espetáculo das águas, portanto a dica é conhecer os dois parques para ter a experiência mais completa. Porém, por causa das novas normas impostas pela pandemia da Covid-19, vale se informar antes sobre o funcionamento das atrações e a situação das fronteiras com a Argentina e o Paraguai.





O que curtir em Foz do Iguaçu

Dois terços das 275 quedas de água do Iguaçu estão em território argentino. Assim, a vista do parque nacional brasileiro é mais ampla. O ideal é chegar cedo ao parque, assim você tem mais chances de tirar fotos com menos pessoas e mais natureza. É proibida a entrada de automóveis no parque – o visitante deixa o veículo no estacionamento e pega uns dos ônibus circulares que local disponibiliza.





LEIA TAMBÉM: Dicas para curtir Jericoacoara de dia e à noite





Uma vez dentro do parque, você pode percorrer uma trilha em meio à Mata Atlântica, que liga passarelas e mirantes, revelando as cachoeiras. Não se espante se ouvir ruídos de pequenos animais durante a caminhada, cuja trilha sonora inclui o ronco eterno das águas despencando dos penhascos. O ápice do passeio é a colossal Garganta do Diabo, a maior queda d’água do Iguaçu, com 150 m de largura e 80 m de altura. Em dias de sol, é bem provável que um arco-íris embeleze ainda mais essa panorâmica inesquecível.













Quer conhecer as cataratas ainda mais de perto? Você não pode perder o Macuco Safari, um dos melhores passeios da região. Começa com uma excursão de jipe elétrico pela Mata Atlântica, com o guia explicando (em três idiomas!) particularidades da flora e da fauna, seguido de uma trilha por passarelas suspensas. Depois, os visitantes percorrem as corredeiras do Rio Iguaçu em um barco bimotor, passando debaixo de algumas das cataratas. Aí, sim, você tem a noção da força das águas – e nem adianta usar capa de chuva, pois todos se molham muito! Mas não se preocupe: o local tem banheiros com armários onde você pode guardar roupas, toalhas e outros objetos – e até se trocar para seguir no tour.

Passeio Macuco Sáfari 

Outro passeio incontornável em Foz do Iguaçu é o Parque das Aves. Localizado em meio a 16 hectares de mata nativa, é considerado o mais importante centro de reprodução de pássaros da América do Sul, com cerca de 1.500 animais de 140 espécies diferentes. O visitante percorre 2 km de trilhas, que serpenteiam pela floresta subtropical, passando por cinco viveiros. Ali você observa de perto mais de 900 aves e caminha dentro dos viveiros de tucanos, periquitos e araras-azuis – e também há áreas com cobras, jacarés e um borboletário. Diversão certa para crianças e adultos.

Um dos pontos mais fotografados da região é o Marco das Três Fronteiras, onde o Rio Iguaçu encontra o Rio Paraná. As três nações vizinhas – Brasil, Argentina e Paraguai – ergueu seu próprio monumento, com as cores de seu país, e todos podem ser vistos de qualquer fronteira. O obelisco brasileiro, com não poderia deixar de ser, é verde e amarelo, cercado por uma fonte. 





LEIA TAMBÉM: Um roteiro completo para férias em Lisboa





A gigante Itaipu

Construída entre 1975 e 1982, a Usina Hidrelétrica do Itaipu é uma das mais impressionantes obras de engenharia erguidas no Brasil, com 7.919 metros de extensão, 196 m de altura máxima e um lago de 1 350 km2. Aliás, por 21 anos Itaipu (“pedra que canta”, em tupi-guarani) reinou como a maior barragem mundo – até 2003, quando perdeu posto para Hidrelétrica das Três Gargantas, na China. A usina binacional fica no Rio Paraná, na fronteira com o Paraguai, e é líder mundial em produção de energia limpa e renovável: suas 20 unidades geradoras possuem 14.000 MW de potência instalada, abastecendo 11,3% da energia consumida no Brasil e 88,1% no Paraguai.

Ver tudo isso de perto é, obviamente, um passeio fascinante, que deixa adultos e crianças boquiabertos. Entre as opções turísticas de Itaipu estão uma visita panorâmica do vertedouro ao topo da barragem, uma caminhada no Refúgio Biológico Bela Vista, que abriga 50 espécies animais e mais de 960 gêneros de plantas, e um tour no Ecomuseu, que recria cenários desde o período pré-histórico até a construção da usina – culminando em uma enorme maquete de 76 m2 que reproduz a região.





Cascatas vistas desde o Parque Nacional de Iguazu, na Argentina 

Do lado argentino

Ok, a vista das cataratas a partir da margem brasileira é mais abrangente, mas o passeio pelo lado argentino nos coloca bem mais perto das cachoeiras – e elas são muitas! O parque de Puerto Iguazú tem três trilhas, com muitas escadarias,  panorâmicas deslumbrantes e muitos animais pelo caminho, como os quatis. Uma das trilhas, que vai até a Garganta do Diabo, compreende um trajeto de 15 minutos de trem, seguido de uma caminhada por uma passarela de metal que termina na fantástica queda-d’água de 80 m de altura.













Quer conhecer as impressionantes Cataratas do Iguaçu? Reserve já suas passagens no site da Azul ou programe uma experiência completa na Azul Viagens.