Férias perfeitas em João Pessoa

Em busca de uma praia sem aglomeração? O litoral paraibano oferece as férias perfeitas, onde é fácil escolher um cantinho reservado para curtir a areia branca e o mar cristalino

fotos Gui Gomes





Praia de Coqueirinho

João Pessoa é a capital da Paraíba, estado do Nordeste com 138 km de litoral e tempo bom o ano inteiro. É também a capital do sol nascente, já que fica no ponto mais oriental do continente americano, onde o astro-rei nasce primeiro. 

Mas, acima de tudo, João Pessoa é a capital do sossego. Ali, o tempo passa sem pressa de acontecer, num passeio na orla de Tambaú, numa travessa de camarões de um restaurante pé na areia, num mergulho nas piscinas naturais do Seixas ou no balanço delicado dos catamarãs rasgando o verde-esmeralda do mar. Ou seja, você pode tirar férias perfeitas em João Pessoa, um destino ideal para curtir férias e se reconectar com a natureza depois de tanto tempo distanciados pela crise da Covid-19. Inspire-se, pegue seus óculos escuros e o filtro solar e venha para a Paraíba passar dias tranquilos e divertidos. 





É caribe que chama?

Um mar de águas quase mornas, tranquilas e cristalinas, com cores que vão do verde-claro ao azul intenso, passando pelo turquesa. Parece o litoral caribenho, mas é uma praia 100% paraibana. Os 138 km de orla marítima do estado são uma sequência encantadora de praias, principalmente ao Sul. Como a Barra do Gramame, marcada pelo encontro do Rio Gramame com o mar. Ou a Praia do Amor, onde a faixa de areia disputa espaço com formações rochosas que dão ao local um ar quase selvagem. Uma dessas rochas vulcânicas é a Pedra Furada: diz a lenda que se um casal apaixonado passar por baixo dela terá sorte no relacionamento. Verdade ou não, vale executar a simpatia para tirar aquela selfie de férias com seu amor.













E por falar em belas fotos, aproveite a geografia característica do litoral da Paraíba, recortado por falésias coloridas, para fazer registros incríveis – ou passar um tempo contemplando a paisagem deslumbrante. Como o Mirante Castelo da Princesa, no município de Conde, a 30 km da capital. Como o nome sugere, a formação rochosa, que desponta no cânion de Coqueirinho, assemelha-se a uma torre de castelo cor-de-rosa. As falésias também compõem o cenário da Praia de Tabatinga, ali perto. O trecho de areia quase dourada e mar esverdeado possui mirantes e maceiós – lagoas de água doce, formadas na foz dos rios, separadas do mar por uma faixa de areia.

No município de Conde ficam também Tambaba e Coqueirinho, duas famosas praias da Paraíba. Tambaba é famosa por duas particularidades. A primeira é o trecho da praia reservado para os praticantes de naturismo, onde roupas de banho são proibidas. A segunda, mais acessível, fica na parte aberta ao público “vestido”: um coqueiro solitário e imponente, sobre um rochedo com uma fenda no meio, reina sobre as piscinas naturais formadas por rochas vulcânicas na beira da praia.

A seis quilômetros de Tambaba está a Praia de Coqueirinho, a mais procurada da região. Pudera: o extenso trecho de areia fica entre o mar cristalino e um cinturão de coqueiros que fornece sombra e embeleza ainda mais a enseada. Há barracas e guarda-sóis, com boa estrutura para passar o dia com a família. Dá também para escolher um cantinho mais isolado e curtir a natureza com toda a tranquilidade e tirar as férias perfeitas em João Pessoa.





LEIA TAMBÉM: O relax perfeito em Búzios e Cabo Frio













Piscinas naturais do Seixas

De olho na maré 

Vai tirar férias perfeitas em João Pessoa? Lembre-se de passar filtro solar, usar roupas leves e… ficar de olho na tábua de marés. Em dias de maré mais baixa, você pode aproveitar mais as piscinas naturais da região. Como as da Praia do Bessa, na área conhecida como Caribessa. A expressão é autoexplicativa: o mar ali é tão cristalino, límpido e tranquilo que remete às águas do
Caribe. O nome, porém, foi criado pelo empresário David Montenegro para batizar sua operadora de passeios com caiaque e stand up paddle. As visitas às piscinas podem incluir uma sessão de mergulho contemplativo na barreira de corais. A Caribessa também oferece um tour de stand up no Rio Sanhauá para assistir ao pôr do sol ao som do Bolero, de Ravel, tocado por Jurandy do Sax, um hit entre os turistas.

Na outra ponta da cidade estão as piscinas naturais do Seixas. Na maré baixa, o imenso banco de corais torna-se uma piscina de águas claras e mornas, com um a três metros de profundidade, a 500 metros da costa, no ponto mais oriental do Brasil. O catamarã 100% Lazer, que sai da Praia do Seixas, tem serviços de bar, comidinhas, som ambiente e aluguel de equipamento de mergulho. Os visitantes podem nadar, mergulhar, observar a fauna marinha e tirar fotos por mais de duas horas, antes de retornar para a praia. 





Bem-vindo ao centro

Centro Cultural de São Francisco 

João Pessoa foi fundada em 5 de agosto de 1585, às margens do Rio Sanhauá. Na verdade, a terceira cidade mais antiga do Brasil já teve cinco nomes: Nossa Senhora das Neves, Filipeia de Nossa Senhora das Neves, Frederica (ou Frederikstadt) e Parahyba. Só em 4 de setembro de 1930 tornou-se João Pessoa, em homenagem ao ex-governador do estado.

Quer conhecer mais do passado da cidade? Faça uma caminhada no Centro Histórico, passando pelo casario colorido e pelas antigas ladeiras da cidade. Não perca o Centro Cultural de São Francisco, conjunto arquitetônico que inclui a Igreja de São Francisco, com seus azulejos portugueses pintados e estruturas entalhadas com exemplos do barroco tropical, o pátio do claustro, o Museu de Arte Sacra e a Capela Dourada.

João Pessoa, é claro, também tem seu lado moderno. Um dos pontos altos – e bota alto nisso – da parte contemporânea da cidade é o Mirante SkyBeach, localizado no topo do maior prédio da capital, no bairro do Altiplano. O rooftop fica no 54º andar do edifício Tour Geneve, a 183 metros de altura, e oferece uma vista panorâmica de 360º, destacando o contraste entre as diversas tonalidades do mar e os prédios ao redor da orla.

No próprio Altiplano fica o Celeiro Espaço Criativo, um equipamento cultural da Prefeitura que expõe e vende obras de artesanato regional, além de promover oficinas de arte, exposições e eventos culturais. O grande acervo do espaço reúne peças de mais de 120 artesãos paraibanos ou radicados no estado, que vão de panelas e pratos de barro a delicadas esculturas e rendas frivolité.













Você também encontra boas ofertas de artesanato na Feirinha de Artesanato em Tambaú, o bairro da orla metropolitana, ou no Mercado de Artesanato Paraibano (MAP), um prédio com dois andares e mais de 100 lojas variadas. O armazém Delícias do Sertão, por exemplo, tem um incrível acervo de cachaças, muitas delas premiadas, além de iguarias como cocada na quenga, pasta de caju e castanhas.





LEIA TAMBÉM: As belas praias de São Miguel do Gostoso





Cozinha arretada

Como um bom destino de férias perfeitas, João Pessoa oferece não só belezas naturais e atrações históricas, mas uma gastronomia rica e variada. Um dos mais novos restaurantes da capital paraibana é o Ancoradouro Bar, de frente para a Praia do Bessa. O cardápio tem itens à base de pescados, frutos do mar e carnes, como filé de peixe no molho de coco e patola de caranguejo a vinagrete. Peça uma caipirinha de seriguela com manjericão para acompanhar e seja feliz.

Outra boa dica é a Canoa dos Camarões, na orla de Manaíra, onde você pode escolher o rodízio de frutos do mar, com várias receitas de camarão, como à milanesa, grelhado ou na moranga, ou itens à la carte, como o bobó e a moqueca mista. 

A capital paraibana também tem points gourmet. Um dos restaurantes mais requintados da cidade é o Gulliver, onde bons vinhos harmonizam com pratos como bacalhau grelhado com molho de alho e pimentões coloridos ou filé-mignon ao molho de vinho do Porto e risoto de queijo Maasdam. 













Os apaixonados por gastronomia têm uma parada obrigatória: o Cozinha Roccia, do chef Onildo Rocha. O menu tem receitas criativas, feitas com ingredientes de produtores paraibanos, executadas com esmero. Entre os hits da casa estão a macaxeira suflada com espuma de queijos, tartar de atum com mix de grãos e molho ponzu de galinha e um incrivelmente belo arroz de polvo.  

Vai passar o dia nas praias do Sul, em Conde? Em Coqueirinho, fica o Canyon, restaurante fundado pela paraibana Ana Luiza Mendonça há quase 20 anos. Entre as delícias servidas tanto nas mesas do salão como nos quiosques na praia estão os pastéis de queijo do reino; o Trio Praia Encantada, com camarão, lagosta e filé de peixe; e os robustos camarões empanados em flocos crocantes de tapioca. Guarde espaço para a sobremesa, uma cocada de forno quentinha, e para um dos drinques, como o Canyon Mar Azul, com vodca, curaçao blue, cointreau, limão siciliano e soda. Depois, é só aproveitar a praia.

Sim, a Paraíba é um lugar para comer sem pressa, curtir com calma, aproveitar muito e relaxar gostoso, sem se lembrar do relógio nem sentir o tempo passar. As férias perfeitas existem… em João Pessoa.