Curiosidades sobre os Arcos da Lapa

Conheça os fatos e curiosidades sobre os Arcos da Lapa, a maior estrutura colonial do brasil, que se tornou ponto turístico no Rio de Janeiro

fotos Shutterstock





Concluído em 1723, o Aqueduto da Carioca tinha como função transportar água da nascente do Rio Carioca até o Largo da Carioca, para a população do Rio de Janeiro. A primeira estrutura, com canos de ferro, sofria corrosão e foi logo substituída por uma resistente liga de concreto com pedra e cal.





A primeira estrutura, com canos de ferro, sofria corrosão por conta do clima e logo teve de ser substituída por uma resistente liga de concreto com pedra e cal. A reconstrução ocorreu em 1744, por ordem do Conde de Bobadela, governador da época. Além de abastecer o Rio de Janeiro com água por três séculos, os Arcos tornaram-se um ponto de encontro da população.





A estrutura branca tem 270 m de comprimento e 17,6 m de altura, com 42 arcos duplos. Em 1747, ganhou uma abóboda de tijolos – para evitar desvios ilegais de água  – inspirada no Aqueduto das Águas Livres, de Lisboa.





Hoje os Arcos são o símbolo da Lapa, o bairro mais boêmio da cidade, repleto de bares, restaurantes e barracas de drinques.





Com novas alternativas para o abastecimento, o aqueduto tornou-se uma via para os bondes elétricos amarelos, ligando o Centro ao bairro Santa Teresa. Em 2015, após uma reforma dos trilhos e com novos bondes, mais seguros, o sistema voltou a operar. Hoje liga o Túnel Dois Irmãos à Estação Carioca – saiba mais no site do Visit Rio.





Quer conhecer o Rio de Janeiro? Reserve já suas passagens no site da Azul ou programe uma experiência completa na Azul Viagens.









LEIA TAMBÉM: As 9 escadarias mais incríveis do mundo