Costa dos Corais, um paraíso alagoano

Com mais de 100 km de extensão, a Costa dos Corais é um dos trechos mais belos do litoral brasileiro, com praias quase intocadas, muitas piscinas naturais e vegetação exuberante

por Junior Ferraro | fotos Gui Gomes





Pense em um destino com praias de areia branquinha, coqueiros frondosos e mar límpido de cor turquesa, tranquilo e morno… Pensou no Caribe? Então pode guardar o passaporte, pois esse paraíso está bem mais perto do que você imagina. Trata-se do litoral alagoano, um dos menores da nossa costa – 12º lugar entre os 18 estados brasileiros com faixa litorânea – porém, um dos mais belos do Brasil. 

Alagoas possui praias com uma incrível combinação de cores, que vai do verde intenso dos coqueirais e da vegetação da Mata Atlântica ao fundo, passando pelo branco das areias fofas e pelo amarelo dourado do sol refletido nas águas que chegam à praia, até a encantadora combinação de tons verdes e azuis do mar. 

Essa composição fica ainda mais deslumbrante na chamada Costa dos Corais, no litoral Norte do estado. Com 135 km de extensão, esta é a segunda maior barreira de corais do mundo – atrás apenas da Grande Barreira de Corais em Queensland, na Austrália. A faixa vai de Tamandaré, em Pernambuco, até o Rio Meirim, em Maceió, e abrange 11 municípios. Em 1997, tornou-se a maior unidade de conservação federal marinha do Brasil, a chamada Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais, com 413 mil hectares. 

A dica é começar sua viagem por Maragogi – o segundo destino turístico mais procurado de Alagoas – e ir descendo até a capital, Maceió, desbravando a sequência de praias paradisíacas, piscinas naturais em alto-mar e trilhas ecológicas na Mata Atlântica e nos manguezais. Confira a seguir os melhores cenários da Costa dos Corais.

 Praia do Patacho, em Porto de Pedras, a 54 km de Maragogi: um cordão de coqueiros, areias claras e piscinas naturais formadas por recifes no meio do mar cristalino — em dia de maré bem baixa elas podem ser acessadas a pé
A pé ou de bugue, veem-se extensos coqueirais colorindo o cenário de praias como Burgalhau, Antunes e Xareú que, por conta do difícil acesso — é preciso atravessar a restinga e caminhar um pouco —, ganham um ar de exclusividade
A Praia da Laje, em Porto de Pedras, oferece uma extensa faixa de areia quase intocada, ideal para relaxar sem aglomerações 

Pôr do sol na Praia do Riacho, em São Miguel do Milagres

LEIA TAMBÉM: 5 razões para visitar Canoa Quebrada





Vista do casario colorido da vila de pescadores e do farol de Porto de Pedras
Visgueiro com mais de 500 anos e 22 m de altura da Trilha dos Visgueiros, no assentamento rural de Água Fria, em Maragogi
A Praia do Carro Quebrado tem 6 km de faixa de areia praticamente deserta, grande parte dela embelezada por falésias imensas, com cores vibrantes e, banhada por um mar límpido 

Os alagoanos dizem que não existe verde como o do mar de Maragogi

LEIA TAMBÉM: O que curtir em Foz do Iguaçu





Nascer do sol em Japaratinga, ao lado de Maragogi, com praias mais tranquilas que sua vizinha famosa, falésias e piscinas naturais, propícias para mergulhos 

Praia Marceneiro, em Barra do Camaragibe, uma das mais queridas dos maceioenses

Quer conhecer Alagoas? Reserve já suas passagens no site da Azul ou programe uma experiência completa na Azul Viagens.