Conheça a Ilha dos Frades, o Caribe baiano

Mar de águas transparentes, ótima gastronomia e relíquias históricas. Tudo isso faz da Ilha dos Frades, a 25 km de Salvador, um paraíso escondido na Baía de Todos os Santos 

por Bruno Segadilha  |  fotos Divulgação





Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe

A história conta que, durante o período de colonização do Brasil, os navegantes que chegavam a Salvador ficavam intrigados com a imponência da Baía de Todos os Santos. Segunda maior do mundo, ela ocupa uma área de 1.233 quilômetros quadrados e fica atrás apenas da Baía de Bengala, na África. Além da grandiosidade, a região encantava também pela beleza de suas 56 ilhas, que serviam como base de apoio para as atividades econômicas que se desenvolviam ali.

Os séculos passaram, as praias baianas conquistaram a preferência de muitos turistas, mas, com exceção da Ilha de Itaparica, a área permaneceu como uma espécie de paraíso intocado. Ou quase. Isso porque, nos últimos anos, a Ilha dos Frades vem ganhando uma boa oferta de hotéis e restaurantes, transformando-se em uma ótima escapada para quem visita Salvador. A viagem até lá é feita de barco e não dura mais do que 30 minutos.

Já na chegada é possível avistar um dos cartões-postais do lugar, a Igreja de Nossa Senhora do Loreto. Construída no século 17, ela foi totalmente restaurada e é usada para celebrar casamentos, cujas festas ocorrem em um espaço de eventos e em casarões históricos que fazem parte do Loreto, uma complexo aberto a visitação. Mantido pela Fundação Baía Viva, que trabalha ativamente para fomentar o turismo na região, o lugar conta ainda com um museu que reúne informações sobre a história, a flora e fauna das ilhas. 





LEIA TAMBÉM: Pretoca Pousada é puro charme baiano













Café da manhã na Pretoca Pusada

Outro grande atrativo da ilha é a Praia da Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, localizada na porção Norte do lugar. É ali que se concentra boa parte dos bares, restaurantes e hospedagens do lugar, a exemplo da Pretoca Pousada. Comandado por Angeluci Figueiredo, a Preta, o empreendimento conta com apenas seis quartos e atendimento exclusivo. Ainda que você não pretenda pernoitar ali, vale a pena conhecer o tempero de Preta, uma das cozinheiras mais famosas da Bahia. Da cozinha do seu restaurante, que fica colado à pousada, saem delícias como a Moqueca de Siri Mole e o Malassado, um filé-mignon servido ainda rosado, em caldo de carne com milho, banana-da-terra, cogumelo e pimentão.

Depois, a dica é refrescar-se nas águas mornas e translúcidas da praia, que fica em uma área de proteção cultural e paisagística (APCP). Em 2015 o lugar recebeu a certificação Bandeira Azul, selo internacional criado pela Foundation for Environmental Education (FEE) para certificar a qualidade das praias ao redor do mundo. No final da faixa de areia, uma grande escadaria leva ao topo do morro que abriga a Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe. Além de visitar a construção do século 17, é possível apreciar, de cima do mirante, a beleza e os encantos da baía que, nos séculos passados, tanto encantou os navegantes que ali chegavam.





Quer conhecer a Ilha dos Frades? Reserve já suas passagens no site da Azul ou programe uma experiência completa na Azul Viagens.