azul bebidas típicas do centro oeste (1)

Conheça 7 bebidas típicas do Centro-Oeste do Brasil

Buscar os melhores pontos turísticos do Centro-Oeste é apenas o primeiro passo da sua imersão completa pelas belezas e riquezas dessa região. Sabemos que a experiência turística vai além, envolvendo também os comes e bebes típicos do lugar. Pensando nisso, separamos uma lista com algumas das mais clássicas e saborosas bebidas típicas do Centro-Oeste!

E se você está por aqui, é porque pensa fora da curva e está interessado em se aventurar em um dos lugares mais bacanas do país! Cheio de aventuras, paisagens, atrações e muita comida boa, o Centro-Oeste se destaca como uma viagem imperdível para qualquer pessoa. Vamos saber mais sobre o assunto!

Como é a gastronomia do Centro-Oeste?

No comecinho do nosso texto, falamos sobre a riqueza cultural do Centro-Oeste do Brasil. Formada pelos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal, a região sofre influência direta dos indígenas que habitam e habitaram o território.

Por isso, você pode esperar encontrar pratos com sabor bem marcante, além de nomes que remetem à identidade indígena do povo brasileiro. Afinal, somos todos filhos desses povos que, juntos, ajudaram a escrever vários capítulos da nação que somos hoje.

E as bebidas típicas do Centro-Oeste? Quais são?

O Centro-Oeste, como vimos, é uma região muito rica culturalmente. Por isso, há uma grande variedade de pratos típicos, assim como de bebidas características desses estados. Confira os principais exemplos!

1. Tereré

O tereré — conhecido também como tererê — é uma das bebidas típicas do Centro-Oeste mais conhecidas Brasil afora, sendo consumida também no Paraguai e em algumas regiões da Argentina. Recentemente, foi registrada como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, pela Unesco, em virtude da relevância histórica e cultural que desempenha no Paraguai.

O seu nome tem origem tupi-guarani e utiliza, como ingredientes, elementos bem populares da natureza brasileira. O principal é a erva-mate, muito utilizada, por exemplo, para fazer chimarrão. Mas ao contrário da bebida sorvida mais ao sul do Brasil, o tereré se toma gelado.

Além desta erva, outras são utilizadas na infusão, como erva-cidreira, hortelã ou limão. O sabor é bem forte e característico, sendo inclusive considerada como uma ótima aliada contra problemas de saúde, como má digestão e alterações respiratórias.

2. Ponche Goiano

Outra bebida que faz sucesso por onde passa é o ponche goiano. Tradicional no estado de Goiás, como o nome indica, a bebida é feita com frutas, como maçãs, laranjas e abacaxis. Ou seja: um sabor bem tropical, divertido e a cara do verão (mas que faz sucesso o ano todo!).

Fique de olho porque tem existem tanto versões feitas com adição de bebida alcoólica — vinho branco e vinho tinto —, quanto versões feitas com refrigerante, perfeitas para serem servidas nas festas com a criançada.

3. Gengibirra

O nome dessa bebida já nos dá uma boa ideia de quem é a grande estrela de sua produção, não é mesmo? Estamos falando, é claro, do gengibre! Essa especiaria super saudável e com sabor característico é a base da gengibirra.

Originária da Itália, foi levada primeiramente para o sul do Brasil. No entanto, também é muito popular como uma bebida do Centro-Oeste, fazendo parte da cultura gastronômica local.

O seu preparo envolve um processo rápido de fermentação, que faz com que a gengibirra se assemelhe a uma cerveja. É daí que vem o termo “birra” que, em italiano, quer dizer “cerveja”. 

azul bebidas típicas do centro oeste (1)

4. Leite de Onça

Não se assuste com o nome esquisito. O leite de onça não é bem o que você está pensando! Essa bebida, na verdade, é uma bebida alcoólica produzida com um elemento bem característico da nossa culinária: o leite condensado.

Além dele, os ingredientes da bebida são: creme de leite, guaraná, licor de cacau e rum. Para uma versão infantil, é possível só retirar o álcool e misturar os demais componentes da receita.

O interessante é que a origem dessa bebida é espanhola, mas quem a trouxe para o Brasil foram os portugueses. Depois disso tudo, se fixou em Minas Gerais e em estados próximos que pertencem à região Centro-Oeste.

5. Capilé

Outra bebida com origem portuguesa é o capilé. Essa é uma bebida obtida a partir de um xarope. Este, por sua vez, é extraído de uma planta conhecida como capilário, da família das avencas. 

Muita gente acaba confundindo esse xarope com a groselha quando, na verdade, eles são um tanto quanto diferentes. Mas ambos produzem bebidas extremamente saborosas e refrescantes!

Para a produção do refresco, a indicação é utilizar uma parte do xarope e fazer a diluição em várias partes de água. 

6. Taboa

Outra bebida que é a cara do Centro-Oeste é a taboa, muito clássica no estado do Mato Grosso do Sul. Foi criada meio ao acaso, como parte de um teste feito por uma moradora da região.

A infusão é feita utilizando um combinado de ervas, inclusive uma que leva o nome da bebida. Além disso, cachaça e mel são alguns dos outros ingredientes dessa mistura.

Infelizmente, essa não é uma bebida apropriada para a criançada, mas os adultos devem procurar por ela em seus passeios pelo Mato Grosso do Sul e dar uma conferida!

7. Semberara

Para fechar a nossa lista com chave de ouro, temos outra bebida do Centro-Oeste, a semberara. Ela foi criada pelos indígenas Karajá e carrega, consigo, um grande pedaço da identidade do Brasil. O sabor é muito característico, por isso apostamos que ao prová-la você vai querer repetir a receita fazendo em casa.

Os ingredientes utilizados nesse preparo são coco de buriti, rapadura, açúcar e água. Ou seja: temos uma bebida muito doce, mas extremamente saborosa e também muito inesquecível.

Gostou de conhecer mais sobre as bebidas típicas do Centro-Oeste? Agora, chegou a hora de você sair da teoria e conhecer, de perto, todas essas delícias, além de vários outros elementos imperdíveis dessa gastronomia. É o momento de organizar seu tour pelo Centro-Oeste com a Azul, com rotas para diferentes cidades do estado partindo de todo o país!

Mas antes de começar a planejar suas férias, dê uma olhada em outra postagem que a Azul preparou para ajudar você nessa tarefa: fique por dentro das melhores experiências do Pantanal!