6 castelos para você visitar

Já pensou conhecer por dentro o verdadeiro cenário dos contos de fadas? Selecionamos 6 castelos para você visitar e descobrir como essas residências reais funcionavam, com suas salas luxuosas e torres misteriosas

por Beatriz Vilanova | fotos Shutterstock





Neuschwanstein

Schwangau // Alemanha

A luxuosa edificação que inspirou o Castelo da Cinderela da Disney começou a ser construída na metade do século 19, mas apenas 14 de seus cômodos tiveram a decoração finalizada. O motivo foi a morte precoce e misteriosa de seu idealizador, o Rei Ludwig II, da Baviera, que gastou boa parte de seu dinheiro criando alas que se assemelhavam a cenários de cinema. A visita com guias revela segredos e curiosidades, como o cômodo que reproduz uma gruta de maneira muito realista e a Sala do Trono, toda adornada com pedras preciosas.





Castelo de Praga

Praga // República Checa

A atual residência presidencial começou como uma simples estrutura de madeira no século 9, no alto da Colina Hradcany, local onde foi fundada a cidade. Hoje, seus mais de 70 mil m² fazem dele um dos maiores castelos do mundo. Funcionando dentro de um amplo complexo com igrejas, exposições, pátios e jardins, tem uma valiosa vista da região e já serviu de moradia para vários reis na Idade Média. O transporte até a encosta é feito com um bonde, que cruza o centro de Praga em um belo passeio.





Castelo de Sintra

Sintra // Portugal

As ruínas desta fortificação, popularmente conhecida como Castelo dos Mouros, atraem milhares de visitantes. Suas muralhas, com cinco torres, foram construídas sobre penhascos no século 10, para proteção da vila portuguesa local. Por conta disso, tem uma configuração irregular e se conecta com o centro histórico de Sintra por meio de um majestoso percurso em meio a uma densa floresta. Do alto, há uma vista que vai desde a serra até o Oceano Atlântico.





LEIA TAMBÉM: 9 destinos para curtir a natureza





Matsumoto-jo

Matsumoto // Japão

Tesouro nacional e um dos três castelos mais famosos do Japão, junto ao Himeji e ao Kumamoto-jo, o ponto turístico também leva o nome de Castelo Corvo, por conta de suas paredes pretas. Tem em sua composição uma torre com seis andares, que de fora parecem ser cinco. Além disso, tem a intrigante ala Yagura, desenhada com três de seus lados abertos para a observação da lua. É hoje palco de festivais, exposições e festas, assim como cenário fotográfico para muitos recém-casados.





Castelo da Ilha Fiscal

Rio de Janeiro // Brasil

De inspiração francesa, a construção neogótica na Baía de Guanabara permanece bem preservada desde o início de sua construção, no século 19. Seu estilo europeu, com abóbadas ogivais e vitrais detalhados trazidos da Inglaterra, foi uma escolha de D. Pedro II, que quis usar elementos de luxo da época para decorar o amplo espaço que ocupa um terço da ilha. A construção foi palco do memorável Baile da Ilha Fiscal, última grande festa do reino antes da Proclamação da República.





Castelo de Edimburgo

Edimburgo // Escócia

Um milhão de pessoas passam todos os anos por esta construção medieval no topo da rocha Castle Rock. Já foi base militar e residência real. O aposento da rainha Maria, da Escócia, um dos primeiros a serem finalizados, foi local de nascimento do rei Jaime I, que sucedeu a Elisabeth I, da Inglaterra. Hoje os turistas visitam as dependências, observam as antigas joias da coroa escocesa, além de conhecer a capela de St. Margaret’s, uma prisão e diversos mirantes com canhões da época, como o One o’Clock Gun, disparado de segunda-feira a sábado, pontualmente às 13h.





LEIA TAMBÉM: 7 jardins públicos deslumbrantes