Os benefícios da caminhada ao ar livre

Caminhar em meio à natureza faz bem à saúde e é a opção mais fácil para voltar a se exercitar – lembrando sempre do uso de máscara e do distanciamento. Veja os benefícios da caminhada ao ar livre e as orientações para quem quer começar 

por Giovanna Forcioni | fotos Unsplash





Passar pelo menos duas horas por semana ao ar livre pode fazer a diferença na sua rotina. E quem diz isso é a ciência. Um estudo feito na Universidade de Exeter (Inglaterra), e recém-publicado pela revista Nature, mostrou que pessoas que ficam mais tempo em ambientes externos tendem a ser mais saudáveis e bem dispostas. Mas só sair para dar uma voltinha no bairro não é suficiente. A pesquisa mostrou que os resultados são ainda mais expressivos quando a caminhada é feita na praia, no parque ou em áreas verdes. E não importa se esse tempo é gasto de uma vez ou distribuído ao longo da semana: o que vale mesmo é se exercitar e curtir a paisagem — não sem antes procurar um médico para fazer um check-up e confirmar se você está realmente apto para começar. 

Com os exames médicos em dia, é só separar óculos de sol, protetor solar, uma roupa leve, um calçado esportivo confortável, fazer um alongamento e sair para a rua. A recomendação da American College of Sports Medicine (ACSM) é sempre respeitar os seus limites físicos e prestar atenção ao tipo de terreno que encontrará no percurso. “O impacto de uma caminhada ao ar livre é menor do que o de uma caminhada na esteira, mas o ideal é sempre fazer em terrenos planos, tomando cuidado com buracos e desníveis”, explica o ortopedista Ricardo Munir Nahas, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE).





LEIA TAMBÉM: A diferença entre ioga, RPG e pilates





Se feita regularmente, a caminhada ao ar livre ajuda a aumentar a massa muscular, a melhorar as funções respiratórias e cardiovasculares, além de diminuir o risco de derrame cerebral e estimular a produção de endorfina, hormônio que ajuda a diminuir o estresse e a aumentar a sensação de bem-estar. Para atingir esses resultados, não é preciso fazer grandes mudanças na rotina. Segundo Ricardo, se houver orientação médica, três vezes por semana é uma boa frequência para começar. “A recomendação é que, no início, as caminhadas durem de 30 a 40 minutos.”